Infalibilidade...


O que significa exatamente a palavra "Infalível" quando se refere ao Bispo de Roma? Há tantos conceitos errôneos a respeito do que a palavra significa para outros, especialmente para os nossos irmãos e irmãs Protestantes. Aqui estão algumas das respostas que recebemos:

1. O Papa não pode mentir.
2. O Papa não pode pecar.
3. O Papa não pode cometer um erro.
4. Tudo o que o Papa diz é verdade absoluta.
5. O Papa é totalmente perfeito.

E a resposta correta é...
'Nenhuma' das respostas acima.

Se me dissessem para acreditar em qualquer dessas respostas, em mesmo ficaria desconfiado da "Infalibilidade Papal".

Substitua o nome de "Jesus Cristo" pelo do "Papa" em todas as respostas acima e a resposta correta para todas elas é um retumbante "SIM". O Papa é a cabeça humana visível da Igreja, o Vigário de Cristo na terra, assim como Jesus Cristo é a cabeça invisível.

A definição correta de infabilidade Papal (ex Cathedra), conforme definida pelo Primeiro Concílio Vaticano (1870), é:

"O Pontífice Romano, quando fala ex cathedra - quer dizer, quando revestido do ofício de pastor e professor de todos os Cristãos, pela virtude de sua autoridade suprema apostólica, define uma doutrina a respeito de  ou Moral a ser abraçada pela Igreja universal, pela assistência divina prometida a ele no Abençoado Pedro, está possuído daquela infalibilidade com a qual o Redentor divino desejou que Sua Igreja fosse dotada ao definir doutrina a respeito de ou Moral; e dessa maneira tais definições são irreformáveis por si mesmas, e não em virtude do consenso da Igreja."

Em suma, isto significa que um pronunciamento Papal infalível, quando se encontram todas as condições, está livre de erro ao ensinar à Igreja universal em matéria de fé ou moral.

Então, o Bispo de Roma, o Papa, é um pecador?
Sim, todos somos pecadores. Ele não é diferente do resto de nós com respeito a isto.
"Vendo isso, Simão Pedro caiu aos pés de Jesus e exclamou: "Retira-te de mim, Senhor, porque sou um homem pecador" "
...Então Jesus disse a Simão: "Não temas; doravante serás pescador de homens". Lucas 5,8-10

E quanto aos autores do Novo Testamento: Mateus, Marcos, Lucas, João, Paulo, Pedro e outros? Eles eram pessoas infalíveis ou eram pecadores? Conforme já mostrei, Pedro admitiu ser um pecador, e todos nós sabemos da história de Saulo que tornou-se Paulo. Sabemos que todos eles eram pecadores. Como então, homens falíveis poderiam escrever tais documentos infalíveis tais como os livros dos quais são autores? É porque eles foram guiados pelo Espírito Santo. DEUS os impediu de escrever erro. DEUS é o mesmo ontem, hoje e para sempre. Se DEUS impediu aqueles homens de escrever erro, por quê então Ele não podia fazer o mesmo pelo sucessor de São Pedro nos dias de hoje?

O dom da infalibilidade foi dado por DEUS a muito poucos escolhidos:
Em Lucas 10,16, Jesus disse:
"Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita, e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou."
Aquele versículo é um versículo de autoridade e é também um versículo de infalibilidade. É uma regra básica de interpretação da Escritura sempre discernir os versículos da Escritura em contexto próprio. Então, para colocar Lucas 10,16 em seu contexto próprio, devemos ver à quem Jesus se dirigiu quando disse aquelas palavras de autoridade e infalibilidade. Ele falou somente a Seus discípulos, os Apóstolos, e a ninguém mais.
Consequentemente, as únicas pessoas autorizadas a pregar com autoridade e infalibilidade são os Apóstolos, e subsequentemente aqueles que os seguiram em uma longa linha de sucessão, o ofício Papal e o ofício dos Bispos (Salmo 109,8, Atos 1,20).

Hoje em dia há muito mais de 36.000 seitas não-Católicas em existência, cada uma com pelo menos um pregador e todas elas estão pregando algo diferente das outras. Então, considerando-se o fato de que só pode haver uma única verdade de Jesus Cristo com a única autoridade de Jesus Cristo, qual daquelas dezenas de milhares tem a autoridade e a infalibilidade dada a ele ou ela por Jesus Cristo?
Qual das dezenas de milhares delas poderia reivindicar o que está escrito em Lucas 10,16?
"...
e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou." A que mais poderia esta parte de Lucas 10,16 se aplicar se não àqueles que rejeitam o ensinamento dos Seus Apóstolos e seus sucessores através da Igreja que Ele fundou?

Só existe uma única Igreja no mundo inteiro que pode reivindicar infalibilidade de doutrina em  matéria de fé e moral.
Esta única Igreja, a única fundada por Jesus Cristo, só para citar um exemplo de muitos, exerceu sua autoridade e infalibilidade há mais de mil e quinhentos anos atrás ao decidir quais livros da Bíblia foram inspirados por DEUS e quais livros não foram.
Requer-se uma decisão infalível por parte da Igreja infalível de Jesus Cristo para proclamar o  cânone daquele único livro infalível.

"Quem vos ouve, a mim ouve..."

Escrito por Bob Stanley em outubro de 1997
Atualizado em 17 de junho de 2004

Voltar à Página Principal: