Metade da História é Suficiente Para a Salvação?



Quantos lados há numa história? Se você responder dois, então está errado. Se eu tivesse um lado e você o outro, isto significaria dois lados. Entretanto, existe um terceiro lado, o lado da verdade.


Regra Número 1... Metade de uma verdade não faz uma verdade. Do mesmo modo, metade de uma história não faz uma história inteira. Nenhuma pessoa inteligente pode ouvir um lado de uma história e decidir qual lado tem a verdade. Ambos os lados têm que ser ouvidos, então analisados e uma decisão tem que ser tomada a respeito de qual lado (se algum deles) possui uma história válida e, depois disso, o lado (ou os lados) certo(s), ou o lado da verdade, pode ser determinado.


Este modo de pensar se aplica ao discernimento do que a Sagrada Escritura nos diz. Através de toda a Bíblia há duplos critérios, mas o pensamento dos Fundamentalistas mostram apenas um critério, ou um lado da história, ou somente metade da verdade. Seu modo de pensar viola a regra número 1. Contando somente com metade da verdade, você não pode ter a verdade. Qualquer coisa que não seja uma verdade por inteiro constitui erro.

Nos exemplos seguintes, o lado "A" é o primeiro lado, lado "B" o segundo e lado"C" o verdaderio, ou o lado da verdade.


Exemplo número 1... Sola Scriptura... Somente a Bíblia. O pensamento dos Fundamentalistas é de que a Bíblia é suficiente e nada mais é necessário para a salvação. Primeiramente, para que se acredite na filosofia de "sómente Bíblia", você tem que mostrar que a Escritura assim o diz. Não é verdade? A doutrina da "Sola Scriptura" não é encontrada na Escritura.


Exemplo número 2... Sola Fides... Salvo apenas pela fé. O Fundamentalista acredita que ele tem sua salvação assegurada. Tudo o que tem que fazer é aceitar Jesus Cristo como seu Senhor e salvador pessoal e a salvação é automática e irrevogável, não importa o que ele faça pelo resto de sua vida. É mesmo? O que aconteceu com os dez mandamentos?


Exemplo número 3... Sola Gratia... ou salvo apenas pela Graça de DEUS. Esta é a crença de que todos são salvos somente pela Graça de DEUS. A teoria é de que todos serão salvos não importa o que façam nesta vida. É dada a cada um de nós graça suficiente para nossa salvação. Entretanto, esta graça pode ser rejeitada e perdida por indivíduos.


Exemplo número 4... Idolatria... Este é outro argumento dirigido contra a Igreja Católica já que Ela tem estátuas de Jesus, Maria e outros santos.


Exemplo número 5... Oração Repetitiva... Protestantes alegam que oração repetitiva é proibida pela Escritura. Esta declaração é totalmente dirigida à oração Católica do Rosário...


Exemplo número 6... Não Chameis a Nenhum Homem Seu Pai... Isto tem sido por muito tempo uma pedra de tropeço para os Protestantes sem razão nenhuma. Católicos chamam os sacerdotes de "Pai" (Padre). Esta é a razão do tropeço.


Exemplo número 7... Só Pode Haver Um Mediador entre DEUS e o homem... Ninguém deveria jamais orar para outra pessoa, pois é contra a Bíblia. Esta é outra pedra de tropeço que os Protestantes por causa de Maria e dos Católicos rezando o Rosário.


Espero que este pequeno exercício tenha lhe ajudado a entender porque há tantos conflitos "aparentes" na Sagrada Escritura, com alguns versículos parecendo contradizer outros. Na verdade eles não são contraditórios quando você percebe que há três lados para cada história. Quando a verdade inteira é conhecida, então não há necessidade de tentar explicar nenhum dos versículos da Escritura. A Bíblia é harmoniosa do início ao fim. Nada pode ser acrescentado, nada pode ser removido. Tudo se encaixa perfeitamente.


Atualizado em 25 de maio de 2000

Voltar à Página Principal